I am Article Layout


Escolha um perfil:

Este conteúdo é para os investidores do tipo: Intermediário e Investidor privado.

Você é um Institucional?

Dezembro 2019

Voto por procuração

Os direitos de voto são exercidos sistematicamente em todos os fundos mútuos geridos pelas entidades da Pictet Asset Managament.

Política de voto por procuração

A nossa política de voto é baseada em normas de boas práticas geralmente aceites no governo das sociedades, incluindo as recompensas para os Conselhos de Administração, as remunerações dos quadros executivos, a gestão de riscos e os direitos dos acionistas.

Os interesses a longo prazo dos acionistas são o objetivo primordial. Por este motivo, nem sempre apoiamos a administração das empresas investidas e poderemos votar ocasionalmente contra a administração. Para nos ajudar no exercício dos votos por procuração, a Pictet Asset Management utiliza os serviços de terceiros especialistas cujas competências e experiência internacional nos permitem votar em todas as reuniões relevantes das empresas em todo o mundo. As orientações de voto aplicáveis podem ser consultadas aqui:

Empresas internacionais

Empresas dos EUA

Em março de 2019, adaptámos as nossas orientações de voto por procuração para empresas em que o fundador ou uma família é acionista maioritário, ou seja, controla mais de 30% dos direitos económicos ou de voto. Estas empresas representam cerca de 10% da totalidade das nossas participações. No caso destas empresas, aplicamos um limiar inferior para a independência do Conselho, para refletir as realidades da respetiva estrutura de propriedade. Apesar de, normalmente, requerermos que a maioria dos membros do Conselho seja independente da administração ou dos acionistas de referência, no caso de negócios controlados por famílias, requeremos que apenas 33% seja independente (exceto se o requisito do país onde a empresa esteja cotada for inferior).

Em fevereiro de 2020, adaptámos as nossas orientações de voto por procuração para empresas japonesas que não têm membros do sexo feminino nos respetivos Conselhos e iremos votar "abstenção" em candidatos do sexo masculino para Conselhos sem diretores do sexo feminino. Acreditamos que a diversidade dos Conselhos pode levar a uma melhoria no governo das sociedades e na supervisão estratégica. Também pode levar a uma maior inovação, uma melhor gestão de riscos e a relações mais fortes com os clientes, funcionários e parceiros de negócios. Portanto, estamos empenhados em fazer a nossa parte para encorajar as empresas japonesas no seu percurso rumo a Conselhos mais equilibrados em termos de género.

Os princípios seguintes são utilizados para definir o âmbito das contas e títulos elegíveis para voto por procuração:

  1. Para fundos geridos ativamente, o nosso objetivo é votar em 100% das participações no capital.
  2. Para as estratégias passivas, o nosso objectivo é votar em empresas que representem 80% do peso dos valores de referência subjacentes. Este objectivo pode ser revisto para cima ou para baixo para estratégias específicas, em função de factores como a dimensão da carteira, a geografia ou a capitalização bolsista.
  3. Para contas segregadas, incluindo mandatos e fundos mútuos de terceiros (i.e. subconsultoria) geridos pela Pictet Asset Management, os clientes que nos delegarem o exercício dos direitos de voto podem escolher entre a política da Pictet Asset Management ou a sua própria política de voto. 

Em relação a carteiras de investimento delegadas a terceiros gestores de ativos e fundos externos nos quais investimos em nome dos nossos clientes, esperamos que os gestores exerçam o voto por procuração de acordo com a sua própria política e que forneçam as devidas informações às entidades competentes da Pictet Asset Management.

Execução

A Pictet Asset Management reserva-se sempre o direito de divergir de recomendações de voto de terceiros numa base caso a caso por forma a agir no melhor interesse dos nossos clientes. Estas divergências podem ser iniciadas por equipas de Investimento1 ou pela equipa de ESG e têm de ser apoiadas por uma fundamentação lógica por escrito.

Em situações em que não se consiga chegar a um consenso entre as equipas de Investimentos e a equipa de ESG, a decisão é encaminhada para os CIO relevantes e, caso seja necessário, para o Diretor de Investimentos.

Estatísticas de voto por procuração, dados de 2019

É apresentado abaixo um resumo das estatísticas de voto por procuração da Pictet Asset Management.

Resumo das reuniões

Em 2019, a Pictet Asset Management votou em 3.489 reuniões de Assembleia Geral de entre 4.069 reuniões com possibilidade de voto para ações ativas e passivas. Votámos "Contra" (incluindo "abstenção" ou "recusa"), pelo menos, uma deliberação em 1.604 reuniões e não votámos em 580 reuniões.

Distribuição das reuniões com possibilidade de voto – estratégias ativas e passivas
Fig 1 Breakdown of votable meetings 2019

Fonte: ISS; Pictet Asset Management – Dezembro de 2019

No caso das estratégias de ações ativas, votámos em 2.988 reuniões de Assembleia Geral de entre 3.011 reuniões com possibilidade de voto, correspondendo a 99% das reuniões das empresas em número. Votámos "Contra" (incluindo "abstenção" ou "recusa"), pelo menos, uma deliberação em 1.391 reuniões e não votámos em 23 reuniões.
Distribuição das reuniões com possibilidade de voto – estratégias ativas
Fig 1 Breakdown of votable meetings 2019_active

Fonte: ISS; Pictet Asset Management – Dezembro de 2019

No caso das estratégias de ações passivas, votámos em 1.606 reuniões de Assembleia Geral de entre 2.597 reuniões com possibilidade de voto. Votámos "Contra" (incluindo "abstenção" ou "recusa"), pelo menos, uma deliberação em 710 reuniões e não votámos em 991 reuniões.

No caso das estratégias passivas, votámos em 62% das reuniões das empresas em número, o que está em conformidade com o nosso objetivo de votar em 80% das reuniões da empresa em peso de índices de referência subjacentes.

Distribuição das reuniões com possibilidade de voto – estratégias passivas
Distribuição das reuniões com possibilidade de voto estratégias passivas

Fonte: ISS; Pictet Asset Management – Dezembro de 2019

Deliberações da administração

De um total de 39.299 deliberações da administração, votámos contra a administração em 4.270 pontos (11%), apoiámos a administração em 34.436 pontos (88%) e votámos "abstenção" em 593 pontos (1%).

Distribuição de pontos com possibilidade de voto
Distribuição das reuniões com possibilidade de voto estratégias ativas

Fonte: ISS; Pictet Asset Management – Dezembro de 2019

Votámos contra a administração em deliberações que dizem essencialmente respeito a nomeações de diretores ou questões do Conselho de Supervisão (48%), recompensas não salariais (20%), questões de rotina, como a aprovação de relatórios, as alterações de nome e os regulamentos técnicos, entre outros, (15%), e capitalização, incluindo autorizações para emissão de acções, desdobramento de ações e conversões de títulos (13%)

Distribuição de votos contra a administração por tipo de proposta (excluindo deliberações de acionistas)
Fig 3 Breakdown of votes against management by proposal type 2019

Fonte: ISS; Pictet Asset Management – Dezembro de 2019

Deliberações de acionistas

Apoiámos 782 deliberações de acionistas, i.e. 69% de 1.131 propostas.

Distribuição das deliberações de acionistas
Breakdown shareholder resolutions 2019

Fonte: ISS; Pictet Asset Management – Dezembro de 2019

As principais categorias de deliberações de acionistas que apoiámos estão relacionadas com diretores (47%), atividades de rotina, como pedidos para um presidente independente para o Conselho de Administração (17%) e outras deliberações relacionadas com o governo das sociedades (13%).

Categorias das deliberações de acionistas que apoiámos
Categories of shareholder resolutions that we supported 2019

Fonte: ISS; Pictet Asset Management – Dezembro de 2019

Desvios às orientações de voto

Em 2019, desviámo-nos de recomendações de terceiros em 347 deliberações. As principais categorias em que nos desviámos estavam relacionadas com nomeações de diretores (255 deliberações), deliberações de rotina, como a eleição de membros do comité de remuneração ou uma ratificação do auditor (36 deliberações), e recompensas não salariais, incluindo as aprovações de acionistas para questões relacionadas com recompensas (35 deliberações).

Distribuição dos desvios às orientações de voto
Breakdown of deviations from voting guidelines 2019

Fonte: ISS; Pictet Asset Management – Dezembro de 2019